O Quantum, primeiro satélite comercial “flexível”, será colocado em órbita nesta sexta-feira (30). O lançamento está previsto para ocorrer entre as 17h e as 18h30 (horário de Brasília) no Centro Espacial de Kourou (Guiana Francesa), impulsionado pelo foguete Ariane 5.

Desenvolvido pela Airbus Defence and Space, em parceria com a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Eutelsat, o Quantum é um satélite de telecomunicações que se ajusta às necessidades de transmissão em tempo real. Ele possui a capacidade de modular a potência dos feixes e a área de cobertura conforme as necessidades do cliente.

Segundo a Eutelsat, responsável por operá-lo, os recursos reprogramáveis em órbita irão estabelecer um novo padrão em flexibilidade na cobertura móvel. Cada um dos seus oito feixes de transmissão é ajustável em cobertura, potência e frequência, por meio de um software.

O satélite Quantum pode ser reconfigurado em órbita.O satélite Quantum pode ser reconfigurado em órbita.Fonte:  Airbus/Divulgação 

O artefato será colocado a uma altitude de aproximadamente 35 mil km, em órbita de transferência geoestacionária. A partir dali, o Quantum poderá cobrir uma área geográfica da África Ocidental à Ásia durante pelo menos 15 anos.

Adaptando-se às necessidades

Enquanto os modelos convencionais não podem ser modificados após lançados, os satélites flexíveis são capazes de se ajustar às necessidades e mudanças que acontecem ao longo do tempo. Dessa forma, é possível otimizar o sinal para atender às demandas do momento.

A flexibilidade oferecida por ele garante cobertura móvel para o transporte marítimo, aeronáutico e terrestre, conforme a fabricante. Seus recursos também são destinados aos serviços governamentais, oferecendo respostas rápidas nos casos de recuperação de desastres e proteção pública, entre outros eventos.

No lançamento, que era para ter acontecido na terça-feira (27), mas foi adiado devido a problemas na preparação, o satélite Quantum estará acompanhado do Star One D2. Este último, pertencente à operadora Claro, permitirá a ampliação da cobertura de banda larga e TV por assinatura na América Latina.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original