Hong Kong


Reuters

Um grupo chinês de defesa de interesses públicos afirmou nesta terça-feira (1) que abriu processo contra a gigante dos videogames Tencent em que alega conteúdo inapropriado para menores no principal jogo da companhia, “Honor of Kings”.

O Centro de Pesquisa e Auxílio Jurídico para Adolescentes de Pequim afirmou que abriu o processo nesta terça-feira para marcar a implementação de uma legislação de proteção a menores.

O processo também coincide com uma campanha de fiscalização sem precedentes, aberta pelo governo da China sobre algumas das maiores companhias de tecnologia do país, que inclui a Tencent, segundo fontes informaram à Reuters.

A Tencent, que preferiu não se manifestar, tem paulatinamente reduzido o limite de idade recomendável para o game, 18 anos em 2017 para 12 neste ano, afirmou o grupo.

Em texto publicado em sua conta de mídia social, o grupo afirma que alguns dos personagens do game usam roupas curtas e que a história do jogo mostra falta de respeito sobre a cultura tradicional, o que tornaria o título inapropriado para jovens. O grupo também afirma que “Honor of Kings” tem elementos que fazem os usuários jogarem por mais tempo.

Citando preocupações sobre danos aos olhos, autoridades chinesas tentam limitar as horas que adolescentes podem passar jogando videogames e companhias como a Tencent desenvolveram sistemas “antivício” para limitar o tempo dos usuários nos jogos.

A Tencent afirmou em novembro passado que “Honor of Kings” atingiu recorde de 100 milhões de usuários ativos por dia no mundo.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original